Mobilidade Urbana – Bicicleta Elétrica

Mobilidade Urbana: certamente todos nós já ouvimos falar neste assunto nestes últimos tempos dentre alguns outros em voga como o compartilhamento de bens e serviços e personalização de produtos, por exemplo.

E para que a mobilidade seja eficiente nas “cidades inteligentes” (ou quase isso), além de necessitar de caminhos eficientes e bem cuidados pelas prefeituras, tem o nosso lado, a nossa contribuição para somar com esse bem à sociedade e que pode vir na escolha de nosso modal de transporte, ou seja, da forma pela qual vamos nos movimentar ao trabalho, faculdade, passeio, entre outros.

Aqui destacamos a bicicleta elétrica, um meio de transporte que tem como diferencial a facilidade em nossos traslados com esforço moderado, sem contar, claro, a questão da sustentabilidade do mundo. É um modal não poluente e ainda cuida de certo modo de sua saúde.

Hoje podemos encontrar muitas marcas e modelos para comprar no país. Basta você digitar no Google que ele te retornará várias opções e lojas num shopping virtual muito interessante. Agora a pergunta que geralmente fazemos em bens de valor agregado relativamente alto: Qual comprar? Onde não perderemos dinheiro?

Nós fomos atrás de alguns leitores que já tiveram esta experiência e pegamos algumas dicas de prós e contras para que talvez possamos dar uma luz a quem queira embarcar nesta divertida forma de perceber a cidade e ganhar tempo com saúde.

O primeiro ponto a destacar é que tivemos sempre um: “Adoro”, “Gosto muito”, no início das respostas e isso já começa a nos dizer que, sim, vale a pena.

Um ponto importante é identificar sua necessidade de autonomia e qual a distância que você vai percorrer no dia a dia para analisar as opções do mercado. Também é interessante escolher marcas que tenham assistência técnica especializada na sua cidade e já tenham terra firme por aqui. Muitas marcas vão e vem sem se preocupar com o pós-venda, e esse é um ponto realmente relevante, pois o desgaste, caso seu trajeto tenha muitas subidas, será natural. E já que falamos em desgaste, a manutenção dela certamente é mais cara que uma bike normal, porém, imensamente mais barata que o combustível, o seguro e o desgaste de seu carro.

Um dos pontos negativos fica por conta do peso. Caso você fique sem bateria, a bicicleta é muito pesada e certamente você vai cansar bastante pedalando.

O trânsito é outro empecilho. Embora, como escrevemos acima, a mobilidade das cidades esteja sendo levada mais a sério, mesmo que a passos lerdos, ainda não há espaço específico para transitar esse tipo de veículo. A atitude das pessoas também foi um ponto frágil a ser destacado na utilização da bike elétrica, pois os usuários de carro ainda não estão preparados para dividir o espaço.

Mas aqui nosso oráculo Google vem nos ajudar novamente, nas grandes cidades os mapas do Google demonstram os trajetos melhores para seu movimento, mostrando ciclovias, ciclofaixas e outros caminhos com menos subidas íngremes e tráfego baixo. Então mãos à obra, agende seu test-drive e acelere os pedais com auxílio da bateria elétrica, chegando onde desejar, trabalhando seu corpo e mente.

Comunicado importante!! Use filtro solar, em nosso shop virtual menChess.com.br temos uma completa linha de produtos para seu cuidado.

Aproveite.

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Site Footer