Será o fim da calvície? L’Oréal e Poietis se unem para estudar nova técnica de bioimpressão 3D que pode resultar no fim da calvície.

Temida por grande parte dos homens, a calvície vem sendo estudada por muitas empresas e universidades e a boa notícia para quem sofre com esse problema é que 2 grandes líderes se juntaram para estudar a bioimpressão 3D de folículos pilosos.

Já pensou imprimir célula ou tecido vivo? Pois é isso mesmo que a Poietis, start-up que está entre as 100 mais inovadoras em termos de tecnologia do mundo, almeja.

A Poietis iniciou o Laboratório de pesquisa e projeto de bioimpressão e biomaterias na Universidade de Bordeaux, na França, em 2007 e revolucionou com a primeira bioimpressora 3D a laser. A partir daí ela não parou mais de atrair atenção. Em 2016 venceu o concurso mundial em inovação – CMI – na categoria medicina personalizada e há pouco anunciou sua parceria com a L’Oréal.

A parceria tem como objetivo juntar o conhecimento das duas empresas para possibilitar ainda mais avanços tecnológicos. A L’Oréal é a empresa líder em número de patentes na área dos cosméticos e tem muito a contribuir com conhecimento na área capilar neste projeto.

Atualmente o que se conhece de engenharia de pele e cabelo é bem limitado, entretanto juntando o vasto conhecimento da L’Oréal com essa inovação tecnológica da Poietis podemos esperar um grande avanço e quem sabe até o fim da calvície.

As 2 empresas estarão focadas na bioimpressão 3D de folículos pilosos, que a estrutura dérmica capaz de produzir o pelo ou cabelo, e a partir daí utilizar essa estrutura para gerar um novo fio de cabelo. A diferença dessa técnica para um transplante será a facilidade de processo, uma vez que o transplante capilar exige um meticuloso processo.

 

COMO ISSO FUNCIONA?

Em um exemplo bem simples, ao invés da tinta da impressora é utilizada é uma suspensão de células retirada após cirurgia de cabelo de paciente que já sofrem de alopecia. Desta forma o laser envia um fluxo dessas células para um substrato contendo nutrientes para possibilitar que as células se desenvolverem camada por camada. Os cientistas acreditam que o processo poderia resultar em algo semelhante a um folículo piloso e assim resultar em fio de cabelo.

Bacana, né!? Homens, agora é torcer para esses estudos serem promissores! Enquanto isso nossa dica é utilizar produto cosméticos que fortaleçam os fios e evite a quebra e a queda dos cabelos pois não se dá para brigar com a testosterona, hormônio tido como maior responsável pela redução pela calvície.

Quer saber mais sobre calvície? Acesse: http://blog.menchess.com.br/bone-chapeu-e-touca-tem-culpa-da-calvicie/

Fonte: Sites L’Óreal (www.loreal.com) e Poietis (www.poietis.com)

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Site Footer